Sempre alerto sobre a importância de controlar as finanças muito bem. O capital de giro está envolvido nisso e pode te levar à falência muito rápido. Para termos a segurança de não ficar sem, o planejamento é fundamental em qualquer negócio. Estar atenta aos detalhes das informações é preciso e, para isso dar certo, precisamos ter algumas técnicas de gestão que vão garantir a sustentabilidade da empresa e sua manutenção no mercado. Vamos começar?

1 O que é capital de giro?

Algumas pessoas confundem capital de giro com fluxo de caixa. É parecido, mas não são a mesma coisa, pois eles apenas se complementam.

O capital de giro é uma espécie de poupança que a empresa precisa manter no caixa, para cumprir seus compromissos e manter a empresa funcionando. Já o fluxo de caixa é o controle de quanto recebeu menos o que gastou no mês.

Preste atenção, não é porque seu fluxo de caixa está positivo que o seu capital de giro está protegido. Isso te leva à falência muito rápido.

Leia mais

• Como o cashback pode impactar o seu negócio

• Saiba fazer cobrança e evitar a inadimplência

2 Como evitar erros no capital de giro?

Bom, para evitar problemas, você precisa se fazer quatro perguntas e ser muito honesta nas respostas. São elas:

• Qual seu prazo de pagamento com os fornecedores?
• Que prazo de pagamento você dá para seus clientes?
• Qual o tamanho do seu estoque?
• Como você financia seu capital de giro?

Se você tem um estoque muito grande, paga à vista e recebe à prazo, me responda: como você vai fechar a conta no fim do mês? Isso aí é uma matemática simples, para facilitar a vida do empreendedor. Respondendo as três primeiras perguntas, a quarta vai ser respondida automaticamente.

Esses são os 4 erros que a maioria das pessoas cometem com as finanças da sua empresa.

3 O que eu devo fazer?

Controle seu estoque, tenha um excelente controle financeiro. Além disso, controle seu fiado, alinhe os pagamentos dos fornecedores com os prazos que dá para seu cliente. Entendeu a dificuldade que a falta de controle pode trazer para sua gestão e te derrubar?

São dicas práticas e objetivas, basta você implementar e fazer acontecer, cobrar os responsáveis e acompanhar as ações. Agora tá com você! Não se omita na hora de gerir as finanças e não corra risco de ficar sem capital de giro.

Além daqui, dou várias dicas bacanas no meu Instagram e no Facebook, me sigam por lá também e vejam as novidades, sucesso!