Um dos processos mais chatos da gestão é fazer cobrança de cliente. Mas, apesar disso, não podemos deixar o nosso fluxo de caixa ser afetado pela inadimplência. Por isso, você precisa estar estruturada, ter um bom sistema, mesmo que não seja informatizado e ter a disponibilidade de correr atrás do seu dinheiro.

Hoje, vou te mostrar como podemos, com os recursos que temos, ser eficientes e combater a falta de recebimento das nossas vendas.

1 Cadastro de clientes

Essa é a fase mais importante da venda, tenha certeza disso e se ainda não faz esse cadastro, pode ser lesada a qualquer momento. Precisamos no primeiro contato com o cliente saber tudo sobre ele, e criar uma ficha é essencial para isso.

Você vai precisar colher: nome completo, endereço, identidade, cpf, renda aproximada, local de trabalho, pelo menos 2 telefones (fixo e móvel), data de nascimento, e-mail e referências comerciais.

Esses são dados básicos para se ter dos seus clientes, isso também pode te ajudar no processo de fidelização, mas nosso foco agora é a cobrança.

2  Etapas da cobrança

A primeira etapa é a cobrança pré-vencimento. “Como assim Sabrina, vou cobrar antes de vencer?” Teoricamente sim, você vai mandar um recado para o seu cliente, como: “Oi, sua parcela vence daqui a três dias, se preferir tenho conta nos bancos x, y. Se precisar de mais alguma informação estou à disposição. ”

Somente um lembrete, dessa maneira, se tiver alguma coisa errada com ele, a chance de te avisar é maior. Após o vencimento, ter seu sistema de cobranças operacionalizado vai ser primordial.

Tenha uma régua que te permita planejar ações de cobrança e fazer a memória de todo o processo, num prazo de 90 dias. Após esse prazo, a cobrança judicial será uma saída.

Leia mais

• Melhorar o atendimento para lucrar mais

• Como calcular seu preço de venda

3  Como construir meu processo de cobrança

Tenha pleno controle financeiro e sobre os vencimentos e recebimentos das parcelas. Deixe o cadastro de clientes sempre atualizado e coloque mais de uma pessoa para realizar as ligações, já que somente uma pessoa pode gerar uma relação e prejudicar o processo.

Tenha uma agenda de cobranças, não deixe para as horas vagas, pois pode incorrer no erro de não ficar entre as prioridades e perder tempo e dinheiro.

Vamos ao passo a passo:

• Contato pré-vencimento, com lembrança do pagamento e opções para facilitar o pagamento;
• Após o vencimento, comece com SMS e e-mails por 3 dias, após esse prazo faça a primeira ligação;
• Aja com seu cliente, como se tivesse tentando ajudar a resolver o problema, evite a arrogância e falta de educação;
• Tenha em mãos opções de negociação, assim fica mais difícil para ele fugir da cobrança

A inconveniência e a agressividade não são bem vistas nesse processo, você tem que aproveitar o momento de cobrança para estreitar seus laços com seu cliente.

4  Como a inadimplência me afeta?

Seu foco deve ser o fluxo de caixa, alinhado ao prazo de pagamento dos fornecedores, não se pode flexibilizar para o cliente além disso.

Não deixe a inadimplência desestruturar as suas finanças.

Por isso o cadastro do cliente é tão importante para a sua empresa, fazer análise de crédito, impor limite de crédito para determinados clientes vai fazer a diferença.

Corra atrás de se formalizar, tenha seu cnpj e comece a trabalhar com cartão de crédito e débito, isso vai te tranquilizar mais.

Agora vai lá, planeje, invista tempo em revisar os processos e faça da melhor maneira que puder, depois volte para nos contar, sucesso!