Quem disse que ser dona do próprio negócio é fácil? Além de se preocupar com produtos, equipe, clientes para garantir qualidade nos negócios uma empreendedora deve estar atenta aos concorrentes.

A maioria das empresas de sucesso possui produtos ou serviços de qualidade, no entanto, não basta apenas isso. Muitos perdem vendas por não estarem analisando a concorrência.

Se você já analisou tudo e suas vendas não aumentam pode ser que alguém está passando na sua frente nos negócios. E pior, quando falo em estar na frente, não quero dizer que é desonestamente.

Analisar a concorrência não é nenhum truque de mágica ou algum tipo de trapaça. Neste post, você vai descobrir alguns erros que você deve evitar quando analisa os opositores. Acompanhe e aprenda!

Como analisar seus concorrentes

Antes de citar os erros vou mostrar como deve ser feita a análise de concorrentes na prática. Digamos que você vende suplementos alimentares, de fato, existem muitas lojas que vendem os mesmos produtos isso é ruim, mas pode ser bom.

Se seu concorrente tem o mesmo produto, mas o preço é muito mais alto, além disso, ele não utiliza marketing digital para divulgar produtos. Não existe fórmula mágica para analisar seu concorrente só é preciso monitorar o que ele faz.

1° erro: não identificar concorrentes corretamente

Muitas empresas perdem muito tempo analisando concorrentes que na verdade não são reais concorrentes. A primeira coisa a ser feita antes de identificar os verdadeiros opositores é uma pesquisa de mercado.

Na pesquisa é preciso focar em alguns pontos como por exemplo preço, comunicação, serviços e produtos, verificar se são de qualidade. Monitorar quais locais, o público que o concorrente atende. No marketing digital é possível analisar negócios online e negócios físicos.

Você deve começar pelo nicho de mercado, por exemplo, sua empresa vende livros e possui uma loja física e uma online.

Em um determinado momento surge uma empresa que está fazendo o mesmo, oferece produtos para o mesmo público, isso sim é um concorrente direto e que deve ser monitorado.

Leia Mais

• Talento é chave do sucesso? Não, o nome disso é disciplina

• 5 coisas que você deve fazer pra ser uma empreendedora de sucesso

2° Não atender as necessidades dos clientes

Ao fazer uma análise de concorrentes é necessário lembrar sempre das necessidades do consumidor. Algumas empresas focam tanto em ver o que o concorrente faz e não percebe que seus clientes precisam de mais atenção.

Analisar o que os clientes estão desejando e criar maneiras de atender essas necessidades particulares pode fazer uma empresa se destacar no mercado.

A melhor maneira de descobrir quais as necessidades que o seu concorrente não está conseguindo suprir é utilizando a técnica do cliente oculto.

O cliente oculto funciona como um investigador que avalia a qualidade do atendimento de empresas. Muitas empresas contratam profissionais para exercer esse trabalho.

Avaliar a qualidade e agilidade do atendimento, a atenção com o cliente, profissionalismo do funcionário e até o marketing pessoal. São alguns pontos monitorados pelo cliente oculto, isso faz com que empresas melhorem e passem a frente da concorrência.

3° Não fazer Benchmarking

O termo Benchmarking é originado da palavra inglês benchmark, que quando traduzida significa referência.  Essa tática é a observação das ações de empresas que trabalham no mesmo nicho de mercado ou setor que a sua.

Digamos que uma empresa grava vídeos e publica no YouTube que é a maior rede social de vídeos do momento. O conteúdo audiovisual vai servir de benchmark, ou seja, referência para a sua. Não pense em imitar o que outros estão fazendo. Procurar criar conteúdo melhor é sempre a opção mais indicada.

As pessoas gostam de ter referências para tudo, por isso, essa técnica é muito importante para qualquer empresa. Através de uma análise correta é possível identificar pontos que precisam ser melhorados.

Uma outra vantagem para quem utiliza benchmarking é a descoberta de práticas que estão sendo feitas em empresas que já são grandes no mercado.

4° Não analisar as mídias digitais

Quando cito mídias digitais incluo redes sociais, blog, site, anúncios, ou seja, tudo o que uma empresa utiliza para trabalhar o marketing digital.

Já está comprovado que a internet está revolucionando a maneira de trabalhar nas empresas e não analisar o marketing digital é um erro fatal.

Mesmo empresas que possuem produtos físicos estão mostrando os seus itens na internet. O Instagram é uma rede social que possui 700 milhões de usuários ativos no mundo.

O Facebook já possui cerca de 2 bilhões de usuários, isso quer dizer que os consumidores estão ativos na internet então é melhor estar também.

Utilizar as redes sociais é uma boa ideia para superar os concorrentes, mas é preciso analisar se os opositores estão utilizando a internet como aliada.

Ao fazer uma análise correta é preciso criar o seu diferencial e começar a postar conteúdo de valor para o seu público. Não adianta sair postando qualquer coisa, mas não pode ignorar a utilização das mídias digitais.

Depois de estar postando conteúdo é necessário analisar se suas estratégias estão gerando resultados. O público interage mais com a sua marca o com a concorrente? Não se engane com o número de seguidores, foque em interação.

Utilize o Marketing Digital aliado a seu benchmark e o sucesso virá. Primeiramente, identifique os maiores concorrentes para o seu negócio, documente tudo.

Avalie se as empresas possuem sites ou blogs e se estão presentes nas redes sociais. Se as empresas estão usando o marketing digital, analise se as páginas do site delas estão indexadas nos motores de busca, analise e compare as métricas com as da sua empresa.

Descobrindo os pontos fracos e fortes dos concorrentes é hora de começar a criar conteúdo melhor, indexar as páginas do seu site, utilizar redes sociais que não está usando e superar a concorrência.

Não cometa o erro de imitar o que sua concorrência faz, busque o seu diferencial e não cometa mais os erros citados aqui. O monitoramento de concorrentes é um fator muito importante no mundo dos negócios, quando feito corretamente.

Este conteúdo te ajudou? Compartilhe em suas redes sociais e ajude mais pessoas.