Um ano novo está chegando, e não podemos cometer erros amadores de planejamento, por isso, precisamos de um orçamento empresarial anual.

Você já fez algum orçamento a longo prazo, visando a sua programação financeira e fluxo de caixa? Se ainda não, abra o olho, comece a pensar nesse assunto.

Quando começamos a controlar nossas operações, começamos a criar memórias de transações que vão nos auxiliar na gestão, isso é muito importante.

1 – Porquê criar um orçamento empresarial anual?

A primeira coisa é para controlar seus gastos, criar metas de despesas e investimentos, reduzir os riscos e colocar uma regra para cada departamento da sua empresa.

Esse orçamento, vai te ajudar a estabelecer sua meta de custos, projetar investimentos e receitas, decidir onde e como gastar, priorizar pesquisa e desenvolvimento e te dar poder de negociação com fornecedores.

Esse é um documento que precisa feito e seguido, pode sofrer alterações durante o seu exercício, mas o seu planejamento está pronto.

Leia mais

• Descubra seu estilo de liderança

• Tenha uma gestão descentralizada

2 – O que priorizar no meu orçamento empresarial?

A coisa mais importante é a comunicação, cada chefe de setor deve saber das suas limitações e participar ativamente daquilo que compromete seu planejamento.

Monitorar os custos e gastos e trabalhar pra que estes sejam controlados de forma eficaz, deixando algumas coisas abertas para ajuste, se necessário.

E algo muito importante também, que é com base no ano anterior, projetar sua lucratividade para o ano seguinte.

Não seja extremante rígida, planejamento sofrem ajustes, principalmente se tiver produtos de sazonalidade, preste atenção em tudo.

3 – O que não fazer no seu orçamento anual empresarial?

Cortar gastos estratégicos que possam limitar o crescimento da sua empresa, é um furada, para o crescimento é preciso estar ali, projetado e pronto para ser executado.

Jamais tirar do orçamento algo que afete a qualidade do seu produto ou serviço, isso pode te afetar e prejudicar inclusive a produtividade dos seus colaboradores.

Manter o orçamento inflexível, isso limita remanejo e prejudica o andamento dos outros setores que podem expandir e precisar de aporte que estejam “sobrando” em outros setores.

4 – A importância de se programar

Olhem, nada deve ser feito sem ser devidamente analisado, isso é coisa de amador e não podemos cometer esse erro, o planejamento é algo básico e essencial.

Então, chame as pessoas que ocupam os cargos estratégicos, pegue a memória de 2017 do seu negócio e juntos devem estudar e fazer o que de melhor puderem para garantir o funcionamento e o crescimento da empresa em 2018.

Lembre-se, o orçamento não é enfeite ou trabalho perdido, é para ser cumprido à risca.

Levanta mulher, vai planejar que sua empresa vai crescer muito e você precisa estar preparada, inclusive seu fluxo de caixa, vamos evitar imprevistos.

No Facebook sempre posto conteúdos muito interessantes que podem te ajudar, me sigam lá e sucesso!