Não adianta, por mais que a gente queira levar o negócio pra frente acaba cometendo erros básicos que comprometem toda a nossa gestão e nos leva à loucura. Nesse sentido eu quero listar cinco erros básicos que são vilões dos  pequenos negócios e podem levar qualquer empreendedor à falência, interrompendo uma história que tem tudo para ser de sucesso.

1 – Não estudar o mercado

Quando montamos uma empresa, não podemos cochilar. Vários fatores estão ao nosso redor para influenciar positiva ou negativamente o nosso negócio. Se tem uma coisa que precisamos saber é tudo sobre o nosso setor, conhecer profundamente a nossa concorrência, nossos parceiros e fornecedores, além de destrinchar nossos clientes.

Não podemos desprezar nenhum detalhe, o mundo está muito globalizado e a todo momento aparece uma novidade, um novo negócio, um novo nicho e entender para explorar isso é fundamental para o sucesso. Não fique na mão de um só fornecedor, tenha alternativas, pelo menos três, eles também trazem feedback do mercado e novas perspectivas para a gestão.

2 – Não ter bons colaboradores e não investir em pessoas

Quando pensar em contratação, deve pensar em equipe, em pessoas de boa convivência e que gostam de pessoas. Admitir corretamente é essencial para aplicar sua ideia de negócio nele e ele multiplicar para o mercado.

Apesar de não fazer bem, às vezes demitir é preciso, por isso, não tenha medo de tirar as pessoas da sua empresa por não compreenderem a sua missão, deixe-as ir. No lugar delas traga alguém que faça a diferença e ocupe o lugar com as características que você espera.

Depois de tudo pronto é hora de treinar e desenvolver, valorizar o potencial de cada um, além de oferecer um ambiente com condições favoráveis para se trabalhar. Invista em treinamentos e dê segurança para conseguir o máximo de produtividade possível.

Funcionários não são custos e sim investimento!

3 – Ter um setor financeiro desorganizado

Fazer fluxo de caixa, projetar seu faturamento e seus investimentos, estabelecer um pró-labore fixo e que não seja insustentável para o caixa da empresa é responsabilidade sua! Não pense em acumular empréstimos. Ao fazer um financiamento numa instituição financeira, saiba exatamente onde vai aplicar esse dinheiro e faça uma correta gestão financeira. Para isso só existe uma palavra: organização!

Fique atenta aos números, se sua empresa estiver crescendo rápido demais e você não estiver bem estruturada, pode ser que vire um problema para as finanças da empresa, se elas não estiverem bem estruturadas. Além disso tudo vem a pior parte: misturar contas pessoais com as empresariais, isso é muito prejudicial e distorce toda informação financeira que você tem, o caixa precisa de capital de giro, diariamente e não pode sofrer com erros primários.

Leia mais

Finanças pessoais e empresariais, posso misturar?

Organização da empresa: o que você pode fazer para melhorar seu negócio

4 – Não conhecer as operações da empresa

Tudo é uma operação e você sabe como são as operações da sua empresa? Quanto se paga de imposto, qual o valor do seu estoque atual, quanto gasta com logística, qual o valor da sua folha de pagamento, os prazos dos principais fornecedores, a sua margem de lucro, seu custo de produção, consegue responder algumas dessas perguntas?

Olha, se não consegue pode ficar preocupada, porque você precisa saber os detalhes para tomar as decisões estratégicas, tanto financeiras como operacionais e não desandar todo processo. O negócio é seu, nada mais justo que você conheça ele mais que ninguém.

5 – Jamais perder o foco

Não podemos sair atirando para todos os lados. Em época de crise é comum que bata algum desespero, aí chegou a hora de usar todo seu equilíbrio emocional para não sai do foco. É preciso que você saiba quem você é, o que você faz. Sem objetivo existe uma grande chance de não conseguir atender a nossa demanda e perder espaço. Não perca seu posicionamento, lembre-se sempre que o mercado é competitivo e cruel.

Perder o foco é cometer autosabotagem.

Em breve vou trazer mais dicas que complementam essas, para você ir se moldando e aproveitando o máximo do seu negócio e ser feliz. Gostou do meu texto de hoje? Diga nos comentários se você já cometeu algum erro desses que eu falei e como consertou isso.