Treinar, essa é a palavra. E já começo com uma pergunta: como você pensa seu negócio? Pensa no desenvolvimento dos seus colaboradores? Quem trabalha com você, sabe?

Bom, se não tem preocupação em treinar e desenvolver as habilidades do seu pessoal algo pode dar errado. Em algum momento a gente pode ser traído pela acomodação e falta de um pensamento que alinhe a atuação dos nossos colaboradores com aquilo que a gente pensa do nosso negócio.

A responsabilidade de treinamento e desenvolvimento, atualmente, é uma via de mão dupla e para isso a comunicação é fundamental. Perceber a necessidade de capacitar é um processo diário no nosso desafio de empreender, afinal de contas será um investimento e não um custo como muitos pensam por aí.

Só contratar, fazer uma integração e colocar o colaborador na sua cadeira ou em campo para trabalhar não dá mais, precisamos de mais que isso. Entender o porquê e para que fazer, alinhar o conhecimento técnico, talento, criatividade e inteligência emocional são fatores primordiais para termos sucesso.

É preciso treinar e dar condições de desenvolvimento por meio de desafios, buscando transformar a realidade e alcançar os resultados positivos. Você pode usar funcionários multiplicadores, que se capacitam e voltam pra casa multiplicando o que foi aprendido, uma responsabilidade a mais para quem é o alvo do seu investimento.

É muito importante treinar, qualificar, desenvolver e reciclar, tudo isso muito alinhado à sua missão, visão e valores (você tem?). Tenha sempre uma apresentação pronta, falando disso tudo. Use sempre que necessário e também em processos seletivos, assim já consegue fixar suas ideias na mente daqueles que pretendem trabalhar com você.

Leia Mais

• Como usar as formas de pagamento a favor do seu negócio

• Como calcular meu pró – labore

Deixe exposto e visível, EM DESTAQUE, sua missão, visão e valores para que entre na cabeça dos seus colaboradores. Descubra os resultados negativos e insatisfações dos seus funcionários, aí você pode transformar sua empresa num verdadeiro centro de aprendizado, pensando em melhorar os produtos, serviços e as pessoas. Esse investimento vai além do horizonte, vai ultrapassar as barreiras e melhorar sua participação no mercado.

Você vai precisar observar várias coisas para oferecer treinamento, como: solicitação da chefia, mudança de setores, avaliação de desempenho, mapeamento de competências, pesquisa de clima organizacional, admissão de novos colaboradores, problemas de comunicação e cooperação, pouco interesse no trabalho, baixa produtividade, reclamações de clientes, excesso de erros, dificuldade na retenção de talentos e até na entrevista de desligamento é possível identificar a necessidade de se treinar a equipe.

É preciso ter alguém especializado, com boas ferramentas, para te auxiliar nesse processo, entender o clima, as estratégias da organização e a partir desse estudo propor os programas de treinamento. As principais ferramentas que acredito, são: mapeamento de competências, pesquisa de clima organizacional e o seu relatório de atendimento ao cliente, isso te abre um mundo de possibilidades e vai garantir a evolução de todos os setores da sua empresa.

Aqui na Francisca fazemos avaliação de desempenho de 3 em 3 meses e alinhamento de expectativas para o próximo ano, já pensou nisso? Não se acomode, é hora de começar a administrar o ativo mais valioso de qualquer empresa: pessoas. Mas você acha que acaba por aí? De jeito nenhum, é preciso sempre estar de olho no resultado desse treinamento, vamos sempre lembrar de avaliar, para saber se está dando certo.

Então a dica para você começar agora mesmo é: reúna a sua equipe e apresente o seu plano de missão, visão e valores e explique a importância de trabalhar alinhado com o propósito da organização, abra um espaço para debate e aproveite para perceber um pouco do clima da sua empresa. A partir daí é só evoluir junto com a equipe e capacitar todos para termos sucesso!