Com certeza você já deve ter ouvido falar em influenciador digital. É possível até que você tenha os seus preferidos e sempre os acompanha nas redes sociais. Estou certa? 

Agora, se você não conhece o termo, pode deixar que eu te explico. Influenciador digital é uma pessoa com grande influência e repercussão nas redes sociais, no youtube ou até mesmo no blog. Geralmente, os influencers têm um nicho, podendo ser beleza, tecnologia, esporte etc. É é exatamente por ter um nicho que eles conseguem se aproximar tão bem do público e, consequentemente, dos consumidores das marcas.

Por que os influenciadores digitais são importantes para uma marca?

Fazer parceria com um influencer ajuda a humanizar a sua marca, porque o seu negócio passa a ter uma “cara”. E isso ajuda a romper barreiras entre marca e consumidor.

Além disso, muitos influenciadores são conhecidos por ser “gente como a gente” e isso faz com o público tenha muita confiança na opinião deles. É realmente como se fosse um melhor amigo no qual a gente confia. Logo, se um influencer recomenda a sua marca, a audiência dele compreende que é algo de confiança e que vale a pena investir.

Leia mais:
– Como descobrir falsos influenciadores
– Como investir em influenciadores digitais

Como escolher um influenciador digital?

Primeiro, é importante ter em mente que apenas o número de seguidores e likes não são suficientes, é preciso que o influenciador tenha engajamento, ou seja, que o público interaja com as postagens.

Depois disso, é fundamental que o nicho do influenciador seja o mesmo, ou muito próximo, do que a sua marca vende. Afinal, não faz sentido divulgar maquiagens em um blog de tecnologia, não é mesmo?

Da mesma forma, é interessante verificar se os princípios do influenciador digital são compatíveis com o da sua marca. Por exemplo, se a sua maquiagem ainda testa em animais, você não deve enviá-las a uma blogueira que defende as causas animais ou que é vegana.

Se você é uma marca pequena, não faz sentido contratar um mega influenciador. Procure por aqueles que estão começando ou os conhecidos micro influenciadores. E lembre-se de que uma comunidade pequena não significa uma comunidade não engajada, há muito potencial nelas também.

Gostou? Que tal mais dicas como essas? Inscreva-se no meu canal no Youtube e me acompanhe no Facebook e Instagram.

e-book-e-commerce-sabrina-nunes