Essa novidade chegou e está ganhando cada vez mais espaço. Vários negócios estão investindo no chatbots para alavancar vendas e também fidelizar clientes.

Mas como fazer isso da melhor forma? Você sabe o que são? Vou te mostrar agora como essa ferramenta pode te ajudar e algumas dicas que você precisa saber antes de apostar nisso.

Mas o que são chatbots?

Para quem não sabe, são robôs que mandam mensagens automatizadas via Messenger. Com a estratégia certa, as empresas conseguem segmentar seus públicos e oferecer conteúdos e ofertas certas.

E pra quem pensa que é fogo de palha se engana. Segundo a Gartner, até 2020, 85% das interações entre clientes e empresas serão feitos através dessa inteligência artificial. Ao mesmo tempo que as empresas como Facebook reduziram as interações orgânicas, essa ferramenta vem como uma forma de mudar esse quadro a favor das empresas.

E essa preocupação com essa diminuição do alcance e interação dos usuários está incomodando grandes e pequenas marcas. Com isso, novas ações estão sendo usadas para mudar esse quadro.

Estão apostando em lives, que fazem a audiência subir e ficar atenta ao que as marcas estão fazendo. Além disso, se antes a atenção estava nos likes, agora está voltada para os comentários e compartilhamentos.

O usuário das redes sociais está cada vez mudando a forma de absorver conteúdo. Por isso as marcas estão mais concentradas no formato que uma mensagem deve ser exposta do que a mensagem em si, em alguns casos. E nessa nova maneira, os chatbots estão chegando com tudo.

Finalidades dos Chatbots

E os chatbots tem várias finalidades, que você pode usar de acordo com a estratégia que você seguir. Entre elas, você pode apostar em:

-Realizar transações de e-commerce, acompanhar ou fazer pedidos. Ainda é pouco explorada por algumas empresas, mas dá muito resultado se for bem configurada;

-Permite fazer um bom atendimento ao cliente;

-Possibilita que especialistas possam interagir com o seu público;

-Oferecer conteúdos interessantes de acordo com a persona. E vale texto de blog, vídeos e muito mais.

E, independente do que você escolha, os chatbots permitem uma experiência única: um relacionamento entre empresa e cliente através de uma inteligência artificial que pode ser confundida com humanos, dependendo da forma como é realizada essa automação.

Tudo depende da forma como você usa essa ferramenta. Não é simples, mas também não é complicado como pode parecer. Atualmente, algumas empresas oferecem esse tipo de serviço, como Manychat, Messenger.fb (do Facebook), Chatfuele Smark.io. Com alguns diferenciais, cada uma atende ao propósito do chatbot.

Mas antes de começar a apostar nisso, você deve ficar atenta a alguns pontos que fazem toda a diferença no sucesso das estratégias que você fizer usando o chatbot. E são:

Existe a versão gratuita e paga

Alguns meios possuem a versão gratuita e paga, sendo que a versão free tem o nome da empresa. Além disso, a cobrança se deve a número de fãs da página. Se a sua fanpage estiver no começo com poucos usuários, minha sugestão é que aposte primeiro em chamar fãs para essa página.

Ah, se for uma fanpage com um grande número de fãs, se planeje. A cobrança é feita em dólar e pode ser uma facada no seu bolso se não estiver preparada financeiramente. Veja com a área financeira se é viável usar essa ferramenta. É melhor ver isso antes do que depois.

Leia mais

• Como fazer sua empresa render mais?

• Conheça os melhores indicadores de produtividade

Organize o fluxo do seu usuário

Antes de você apostar nos chatbots, deve pensar no fluxo que o usuário vai ter até realizar a ação que você deseja. Supondo que seja um e-commerce, pode ser de semijoias como a Francisca Joias, você pode segmentar os usuários que querem receber promoções de brincos ou colares através do atendimento do robô.

Faça um mapa mental com o fluxo que esse usuário deve seguir. Existem ferramentas online incríveis e gratuitas para você apostar nisso.

Inclusive, quando for captar esses leads, dá para o atendimento interagir com eles ao mesmo tempo que o robô.

Ah, por falar nesse setor, vale a pena analisar se o seu time está preparado para suportar uma demanda maior de pessoas entrando em contato. Afinal de contas, uma coisa que vem para ajudar pode prejudicar o seu negócio se não for analisada.

Teste todas as ferramentas

Quando você direciona um usuário para certa ação, seja fornecer seus dados em uma landing page ou concluir uma compra, confira se a página de destino carrega as informações.

Mais importante de você planejar e executar uma estratégia de chatbot é que tudo funcione. Ou então o usuário não vai fazer a ação que você deseja e todo o seu esforço e dedicação vai por água abaixo. Teste tudo antes de colocar no ar e faça as devidas alterações. É melhor você do que o cliente encontrar esses erros.

Chatbots podem se tornar virais

Com a estratégia certa, os chatbots podem se tornar um sucesso e atrair muita atenção positiva da sua marca. Invista em conteúdo interessante para que sua automação se torne viral de forma espontânea. Conheça a sua persona, pense em formas de conteúdo que interessem esse usuário. Acredite, essas ações fazem toda a diferença no sucesso do seu chatbot.

Ah, e mensure os resultados. Assim você descobre o que dá certo, o que pode melhorar, os horários mais indicados para enviar conteúdo etc.

Uma coisa é certa: os chatbot vieram pra ficar e sai na frente quem está atenta a essa tendência. Caso tenha uma equipe de marketing, elabore uma estratégia com o seu time e tire proveito dessa ferramenta. Mas é pra fazer, nada de deixar para depois, ok?

E se você gostou desse texto ou quer sugerir outros temas pra eu falar ao longo dessas semanas, diz pra mim nos comentários abaixo.

E acompanhe o meu Facebook e Instagram para ver os conteúdos legais que eu coloco lá. Tem muita coisa sobre empreendedorismo, motivação, bastidores da minha vida como empreendedora e muito mais. Até lá.