Conhecer diversas ferramentas de gestão é uma obrigação que nós, empreendedoras, devemos conhecer. E hoje eu vou te apresentar a análise SWOT.

Para tomar decisões, conhecer suas habilidades, analisar interna e externamente seu mercado, reconhecer suas fraquezas e alinhar suas forças é preciso utilizar essa matriz e analisar seus resultados.

1 O que é a análise SWOT?

O termo vem do inglês, com a mescla das palavras forças, fraquezas, oportunidades e ameaças, em seu idioma original.

No Brasil, foi adaptada e a chamamos de FOFA, usando suas iniciais. Essa ferramenta possibilita detalhar cada etapa, compreendendo que os pontos fortes e fracos compõem o ambiente interno e as oportunidades e ameaças o ambiente externo.

2 Como fazer?

O primeiro passo é ter atenção e conhecer seu negócio de verdade, depois é fazer uma lista para cada ponto. Analise conjuntamente as forças e fraquezas, usando como parâmetros:

Tempo de mercado, gestão, recursos humanos, marketing, estrutura física, localização, produção, sua imagem, finanças, pessoas e tudo aquilo que for um fator interno, que te ajuda ou atrapalha.

Pelo outro lado, liste os fatores externos, que são as oportunidades e ameaças:

Fornecedores, concorrentes atuais e possíveis, cenário sociocultural, demográfico, tecnológico, econômico, legalidade do seu negócio, controle de matéria prima e tudo aquilo for externo, implicando no funcionamento da empresa.

Esse é o seu principal trabalho para analisar, então, faça com calma, entenda o que cada coisa vai te dizer e faça um quadro como o da figura do texto.

Leia mais:

4 dicas de gestão para empreendedora

É o mercado que está em crise ou é a sua que não se transforma

3  Resultado

Só fazer a ferramenta não vai adiantar, não vai te servir para nada.

Vai precisar usar toda informação ao seu favor, para tomadas de decisões estratégicas. Não pense que por seu negócio ser pequeno, não precise ser estudado, isso é um atraso.

A sua visão a partir da Matriz SWOT montada vai ser simples, mas deve ser dedicada e fiel aos princípios, que é: potencializar tudo aquilo que for positivo e buscar minimizar ao máximo suas fraquezas e ameaças.

A competitividade se faz com bons produtos, boas pessoas e excelentes análises de mercado, de um modo geral e amplo, aliado ao planejamento.

Reúna já seu time, ou se for sozinha coloque na sua programação estudar cada detalhe. Use internet, revistas, fornecedores, tudo que te trouxer informação para deixar sua análise SWOT bem afiada.

Por isso, acompanhe, faça algo confiável já que as ameaças podem afundar seu negócio, suas fraquezas podem te assustar, mas tomar um banho de realidade é muito importante.

Ao fim da matriz e do bom uso das informações que vai ter, vai ficar cada vez mais craque sobre a sua empresa e o mercado que está inserida.

Muito sucesso!